Páginas

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Todas as formas do amor

Um brinde aos que se apaixonam à primeira vista, e aos que acreditam no amor como algo que vem com o tempo. Um brinde aos que querem estar perto a todo momento, e aos que precisam de um tempo sozinhos. Um brinde aos que moram juntos, e aos que preferem morar separados. Um brinde aos que não fogem, aos que ficam, que procuram. Um brinde aos que carregam o luto, viúvos nada dispostos a separar-se de seus fantasmas. Um brinde aos que se desprendem, ou nem mesmo se apegam. Um brinde aos desesperados por um amor, aos que se apaixonam e não tem medo de jogar. Um brinde aos divorciados que se tornam amigos, e aqueles que não conseguem esquecer as ilusões sofridas. Também aos amigos que apaixonam-se, mas disfarçam, por medo de se perderem. Um brinde aos que percebem ter jogado fora, irremediavelmente, o amor de sua vida.

Um brinde aos que esperam pelo casamento, aos que acreditam no grande amor, e aos que não perdem tempo. Um brinde aos que dormem de conchinha, e aos que se chutam durante a noite. Aos capazes de grandes orgasmos e pequenos diálogos. Aos que se reinventam a cada novo amor. Aos que sentem completos, amam a sí, e aos que acreditam na metade da laranja. Aos casais que sobrevivem ás distâncias, e aos que preferem se separar por sofrer com a saudade. Um brinde aos se fortalecem a cada erro, e aos que desestruturam-se. Um brinde aos que se dedicam e dizem um "eu te amo" verdadeiro. Aos que não conseguem escolher entre duas pessoas, e aos que jamais escolheram uma só. Também aos casais improváveis, que ninguém entende qual o ponto que os ligam.

Um brinde aos que amam aos animais. Um brinde aos que a cada dia procuram motivos para restaurar suas esperanças na humanidade. Aos casais que possuem muitas diferenças, mas se entendem. Aos que encontraram um amor na internet, na balada, na padaria, naquele barzinho pequeno perto de casa. Aos colecionadores de corações, e aos que querem viver a intensidade de mil amores em um só. Aos que engordam juntos, e aos se ajudam a controlar o peso. Um brinde aos que dão bem na cama, mas não se suportam nas horas vagas. Aos que descobriram o amor apenas no fim da vida, e aos que já na infância encontraram a cara metade. Um brinde aos que sentem o amor de forma mais calminha, e aos que sentem como se fossem chamas. Um brinde a todas as formas do amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário