Páginas

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Um coração abarrotado

Já começo com um pedido de desculpas, sei que deixei pairando no ar uma possibilidade, disse que estava te curtindo, te dei o maior mole. E agora me sinto a maior cafajeste, mas tenho que te dizer. Meu coração está abarrotado, não sobrou um espacinho se quer. Ferido, pede que eu deixe o tempo agir, só ele consegue jogar um pouco dessa tralha fora, esvaziar um cantinho para que um dia alguém consiga entrar. Não posso nem ao menos te oferecer algo, porque de cacos e migalhas não há romance que sobreviva. Talvez quando a calmaria chegar, quando eu estiver disposta a abrir as portas e janelas dessa casinha chamada alma. Mas, não vou te pedir pra ficar, pra esperar, ter paciência. Seria egoísmo te trazer pra esse abismo, fazer de ti mais um nó no meio dessa confusão de linhas. Te aconselho seguir, me deixar aqui quietinha no meio do caminho mesmo. Não podemos acabar como uma faxada, fingindo existir uma atração tão forte quanto a que um dia me destruiu.

Borbulha dentro de mim a esperança de encontrar o fiozinho que devo puxar para desfazer toda essa trama, mas enquanto ela está intacta, enquanto eu não cuspir pra fora esse emaranhado de sentimentos, eu não consigo tecer mais nadinha. Gostaria de te receber, te acalentar, mas não estou preparada. Entenda, vou riscando nomes, vou inventando defeitos, desculpas. Agora, só há espaço para esse mostro chamado trauma, ele me habita por inteira.

É normal que as pessoas prefiram embarcar numa tentativa, curar suas dores com amor, ao envés de querer fugir, como eu. Acontece que a essa hora eu já fui, não dá mais pra voltar. Um fantasma chamado medo vem sussurrar no meu ouvido e não deixa que eu ouça o amor chegando. Meu sorriso está pequeno, e não só para ti, é para o mundo. Meus ombros não relaxam, meus olhos mal se abrem. Meu coração está pedindo verão, mas agora, estou no inverno e não sei quanto tempo ainda vou demorar por aqui. Talvez mais do esse inverninho mirrado de vivemos externamente. Deixa que a solidão vai tomar conta de mim, vai me guiar e me amadurecer. Percebi que te encontrei na hora errada, num caminho onde só posso trilhar sozinha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário