Páginas

terça-feira, 8 de março de 2011

Levando.

Um vazio doído
A falta de um amigo
E já foi perdido
Aquele afeto antigo
A saudade corroendo
O orgulho entorpecendo
Minha mente perturbada
Prefere ficar calada
As lágrimas caídas
Esperam por serem recolhidas
Me encontro correndo
Sem uma direção
Com o vento varrendo
Minha calorosa preocupação

Nenhum comentário:

Postar um comentário